quarta-feira, 2 de abril de 2014

CRISTO É A NOSSA PÁSCOA

A festa da páscoa é o mais importante dos memoriais do Antigo Testamento, sendo o início de uma série de acontecimentos sem precedentes, que culminaram na entrada do povo na Terra Prometida.

Deus visitou os homens, vestido de carne e tal como o cordeiro na noite de páscoa, verteu seu sangue para que nós pudéssemos ser livres do Tentador.

A morte de Cristo, o verdadeiro Cordeiro de Deus, veio a significar uma expiação perfeita e uma libertação muito mais ampla, razão pela qual o apóstolo Paulo refere-se a “Cristo como a nossa páscoa” (1Co 5.7) (*).

A Páscoa teve o seu cumprimento em Cristo. Ele é a nossa Páscoa. Foi durante a Páscoa que o próprio Jesus instituiu a Santa Ceia como lembrança de Sua morte.

A Páscoa simboliza, tanto para judeus e cristãos, três coisas: liberdade da escravidão, salvação da morte e caminhada para a terra prometida.

Depois da morte e ressurreição de Jesus ficou o sentido de natureza espiritual, indicando a necessidade de libertação da escravidão do pecado, a salvação da morte eterna, assim como a caminhada na certeza de que o céu onde Cristo habita é o nosso destino final.

Libertação e expiação são os verdadeiros símbolos da Páscoa. Foi isso que Moisés significou para Israel; é isso o que Jesus significa para nós. Deus em Cristo nos libertou!

A Páscoa cristã não precisa ser apenas uma celebração anual, ela deve ser vivida a cada dia.

Frei Laércio Rodrigues da Cruz, OAR.

(*) Cf.: BÍBLIA DE JERUSALÉM. São Paulo: Paulus, 2006 



Jornal Online “A Voz de Lourdes” – Abril 2014
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa - SP
Site da Paróquia: http://www.pnslourdes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário