sábado, 2 de abril de 2016

PALAVRA DO PÁROCO

O BOM PASTOR MISERICORDIOSO

Vivamos neste mês de abril a Vida Nova com Cristo ressuscitado. Participemos de tudo aquilo que nossa Paróquia oferece, acompanhemos nossas pastorais, movimentos e realidades e busquemos aprender com Cristo Misericordioso, o Bom Pastor a fortalecer os laços de amor que nos identificam como discípulos e discípulas do Mestre.

A Páscoa não é uma simples lembrança da Ressurreição de Jesus. A Páscoa é memorial, e isto significa que se trata de uma vivificação, oferecendo a possibilidade de cada um participar da mesma experiência pascal, pela qual passaram os Apóstolos, as mulheres que foram ao sepulcro e os discípulos e discípulas de Jesus. Sendo memorial, todo cristão é convocado a participar desta experiência fundante de abandonar as ameaças da morte e se propor a viver com a força do amor misericordioso de Deus em nossas vidas.  Acima de tudo, a Páscoa significa fazer experiência de ser salvo por Deus. O verbo “salvar” (em hebraico yasha) passa a ideia de um espaço apertado e opressor, para um espaço amplo e aberto; um espaço onde se pode respirar livremente. Por isso, salvar significa abrir espaços de vida, libertar quem vive oprimido, oferecer um local onde é possível mergulhar na esperança. E isto é feito com a força do amor misericordioso de Deus.

No contexto do Ano Santo da Misericórdia, a Páscoa evoca a libertação divina para que a vida seja plena. Deus não apenas se compadece emocionalmente da situação oprimente, na qual vive o ser humano, mas, como é próprio da atitude misericordiosa divina, assume um empenho concreto para libertar a vida humana de situações opressoras através da Cruz de Jesus Cristo. Quem acredita na força do amor, entende a força libertadora da Páscoa e pode desejar sinceramente a todos que encontrar votos de Feliz Páscoa.

Durante o mês de abril deste ano, lembraremos a figura do Bom Pastor. Não somente sinta-se tranquilo porque Jesus é o Bom Pastor que nos protege e nos conduz por caminhos de vida plena, mas somos impulsionados a acolher este amor e experimentando-o, vivenciá-lo no relacionamento com outras pessoas. Conhecer a voz do Pastor significa que os discípulos de Jesus vivem em profunda e íntima união com Jesus, guardando em seus corações a voz do Bom Pastor.

Esta confiança se traduz pelo escutar a voz e pelo seguimento ao chamando e às indicações que a voz faz ao discípulo. Representa a verdadeira escolha do discípulo e da discípula no relacionamento com Jesus Cristo, que se traduz concretamente pelo seu seguimento. No atual contexto do Ano Santo da Misericórdia, significa assumir as mesmas atitudes misericordiosas de Jesus para com as ovelhas perdidas e ameaçadas pela morte. Um modo de ser misericordioso é dar um sentido novo à vida destas pessoas através da palavra, do testemunho e do incentivo à viver a vida de modo alegre e corajosamente.

Trata-se igualmente de um convite para dedicar a vida a viver inteiramente no amor e pelo amor. Uma proposta que tem em vista favorecer relações humanas fundamentadas na misericórdia, capaz de pensar no bem da vida do outro e não somente no próprio bem e na própria existência. Esta parábola do Bom Pastor não apenas nos consola como protegidos por Deus, mas que nos empenha a sermos seus ajudantes para resgatar vidas derrotadas, destruídas, depressivas, tristes e perdidas. Agir em favor da vida com relacionamentos misericordiosos, próprios do Bom Pastor.

FELIZ E ABENÇOADA PÁSCOA A TODOS!


Frei Alcimar Fioresi, OAR


Jornal Online “A Voz de Lourdes” – Abril de 2016
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa - SP
Site da Paróquiahttp://www.pnslourdes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário