sábado, 1 de dezembro de 2018

CONHECENDO A FRASAR


A Fraternidade Secular Agostiniana Recoleta estende-se por 15 nações. Atualmente, a compõem 111 fraternidades, que congregam 3450 irmãos e irmãs, que vivem sua fé no mundo, com o desejo de ter uma só alma e um só coração, dirigidos para Deus.

Que é a Fraternidade Secular OAR?

·         Um chamado a viver a santidade cristã, a partir da vida secular de seus membros, segundo o carisma agostiniano recoleto.
·         Uma célula viva, com personalidade própria, cujos membros, movidos pelo Espírito, em sua casa ou trabalho, colocam-se a serviço da Igreja.
·         Uma parte da família agostiniano-recoleta que colabora com os religiosos na evangelização e na promoção das vocações e do carisma recoleto, participando, ao mesmo tempo, dos bens espirituais da Ordem.
·         Uma comunidade de irmãos regida pela Regra de Vida e alguns Estatutos próprios, aprovados pela Igreja.
 
Que faz?
Alguns traços da espiritualidade leiga agostiniano-recoleta

·         União em Cristo pela ação do Espírito Santo.
·         Prioridade e dinamismo do amor.
·         Leitura da Sagrada Escritura, vida sacramental e oração.
·         Atitude de interiorização e conversão.
·         Referência aos ensinamentos de Santo Agostinho, ao carisma e à história da Ordem.
·         Humildade, sentimento de gratidão e abnegação.
·         Devoção filial a Maria, Mãe da Consolação.
·         Comunhão com a Igreja e compromisso com a missão evangelizadora.
·         Santificação da vida familiar, do trabalho e das atividades sociais.
·         Fomentar a paz, a justiça, a convivência e a solidariedade.
·         Vida fraterna de irmãos e irmãs de grupo.
·         Amizade, confiança, fidelidade, sinceridade e mútua compreensão.
·         Testemunho dos santos da Ordem.

 

SANTA MADALENA DE NAGASAKI (1611 – 1643)


Jovem terciária japonesa que colaborou com os missionários Francisco de Jesus e Vicente de Santo Antonio, na evangelização de Nagasaki. Com o martírio dos missionários, ela animou os cristãos de Nagasaki — então perseguidos — para que permanecessem fiéis na fé. Os juízes não conseguiram convencer Madalena a renegar a fé cristã e, por conta disso, foi submetida a dolorosas torturas. Durante o suplício, Madalena invocava a Jesus e Maria, cantando hinos ao Senhor. Seu martírio causou grande impacto em Nagasaki e muitos se recomendaram à sua intercessão. Foi canonizada por João Paulo II, em 18 de outubro de 1987. A Fraternidade Secular venera-lhe como patrona.





Jornal Online “A Voz de Lourdes” – Dezembro de 2018
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa – SP
Site da Paróquiahttp://www.pnslourdes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário