segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Beatos, Santos Agostinianos e Celebrações Agostinianas - OUTUBRO

Celebrações, Beatos e Santos Agostinianos

09 - Beato Antônio Patrizi
10 - Santo Tomás de Vilanova
11 - Beato Elias do Socorro Nieves
12 - Beata Maria Teresa Fasce
13 - Comemoraçãode todos os benfeitores falecidos da Ordem
14 - Beato Gonçalo de Lagos
20 - Santa Madalena de Nagasáki
23 - São Guilherme e Beato João Bom
25 - São João Stone.

SÃO TOMÁS DE VILANOVA
Patrono dos estudos da Ordem e da Província Sto. Tomás de Vilanova da OAR.

Santo Tomas de Vilanova nasceu em Fuenllana (Ciudad Real-Espanha) em 1486. Viveu seus primeiros anos em Villanueva de los Infantes, domicílio de seus pais. Foi estudar em Alcalá de Henares, em cuja célebre Universidade foi aluno e professor.

Não aceitou o convite para lecionar na outra, não menos célebre Universidade de Salamanca. Mas foi à Salamanca para entrar na Ordem, no convento de santo Agostinho.

Professou a 25 de novembro de 1517. Foi duas vezes Prior Provincial. A 10 de Outubro de 1544, foi nomeado arcebispo de Valência, onde morreu no dia 8 de setembro de 1555.

Distinguiu-se por sua ardente caridade, pela promoção dos estudos, pelo impulso reformador da vida religiosa com boas doutrinas e bom exemplo e pelo espírito missionário na Ordem, pela devoção a Nossa Senhora e por sua incondicional entrega ao serviço da igreja e dos pobres. Seus restos conservam-se na catedral de Valença.



SANTA MADALENA DE NAGASÁKI
Padroeira da Fraternidade Secular Agostiniana Recoleta

Madalena era uma jovem terciária (= da fraternidade secular) japonesa que colaborou com os missionários Francisco de Jesus e Vicente de santo Antônio na evangelização de Nagasaki.

Agostiniana Recoleta Terciária, Madalena foi uma dentre os muitos mártires do Japão no século XVII.
Cristã entusiasta, ela conheceu os frades agostinianos recoletos em 1623, atuou como intérprete para eles e, mas tarde, foi também catequista.

Durante o período de perseguição aos cristãos ela sustentou a fé de muitos novos convertidos.

Apresentação de Santa Magalena de Nagasaki (1611-1634)

Na época do martírio dos missionários ela animava os cristãos de Nagasaki, então perseguidos, a permanecerem fiéis na fé.

Os juízes não tiveram sucesso em convencer Magalena a deixar de ser cristã e ela foi submetida a dolorosas torturas.

Madalena invocava, durante o suplício, Jesus e Maria e cantava hinos ao Senhor. Seu martírio causou grande impressão em Nagasaki e muitos pediram sua intercessão.

Madalena foi canonizada pelo papa João Paulo II no dia 18 de outubro de 1987. A Fraternidade Secular a venera como padroeira.



Jornal Online “A Voz de Lourdes” - Outubro 2013
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa - SP
Site da Paróquia: http://www.pnslourdes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário