segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

ACONTECEU NA ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO

1 - Solenidade de Cristo Rei e Encerramento do Ano da Fé na Arquidiocese

No Dia de Cristo Rei do Universo, e animados pelos frutos colhidos durante o Ano da Fé, centenas de fieis lotaram a Catedral da Sé na manhã do último domingo, 24/11, para renovar e professar, de forma solene, a sua fé cristã, na missa de encerramento do Ano da Fé e pelo Dia Nacional dos Leigos, presidida pelo cardeal dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo metropolitano, concelebrada pelo Padre Eduardo Vieira, cura da Catedral Metropolitana, e pelo clero presente.

Pelo mundo, os católicos foram convidados a participar em suas comunidades paroquiais das missas pelo encerramento do Ano da Fé, que também foi celebrada no Vaticano pelo Papa Francisco. Na celebração, Ele mostrou a todos o relicário contendo fragmentos ósseos do apóstolo Pedro. Uma cena que, até então, nunca fora presenciada em público. Durante a missa, o Papa, simbolicamente, entregou a sua primeira exortação apostólica ‘Evangelii gaudium’ (A alegria do Evangelho) para 36 pessoas de dezoito países. No texto há recomendações baseadas no Sínodo dos Bispos sobre a Nova Evangelização ocorrida no Vaticano, em outubro de 2012.

Dom Odilo lembrou que o título de Jesus Cristo Rei do Universo, é um título que a Igreja dá a Cristo para dizer “Jesus Cristo Senhor Salvador Universal, referência universal de vida, de sentido para a história humana, para as pessoas e para a vida em sociedade”.

O arcebispo agradeceu a presença de todos os sacerdotes e leigos que estavam na missa, saudando, carinhosamente, os diversos fiéis portadores de necessidades especiais que lá estavam. “Vocês estão mostrando neste momento importante, que as dificuldades, mesmo que físicas, não os impedem de estarem presentes. Sejam sempre bem vindos em nossas igrejas e comunidades”. E reiterou que Jesus reunia e lembrava-se de todos, especialmente daqueles que passavam por dificuldades. Com isto, “Cristo mostrou que o seu reino se estende a todos e é universal. Um reino que veio para restaurar, salvar e dá vida em plenitude a todos que precisam, buscam e sentem este desejo e necessidade de vida em plenitude”.

No momento da Profissão de Fé, alguns fiéis acenderam suas velas no Círio Pascal, em seguida, foram acender as demais velas pela igreja. Com a Catedral toda iluminada, solenemente, todos professaram a sua Fé. “O Círio Pascal é Cristo; representa Cristo, luz do mundo, ressuscitado no meio de nós; um acendendo a vela do outro, é como o testemunho da Fé; a Fé que se irradia, espalha e não fica só com a gente”, disse o cardeal.

Ao refletir sobre o reino de Deus, o cardeal citou uma das cartas de Paulo Apóstolo: ‘porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo’ (Rm 14:17). Ele enfatizou que este reino é um grande bem para a humanidade, e que, na medida em que os diversos setores da sociedade contribuem entre si, este bem é compartilhado, ajudando para que o Reino de Deus se estabeleça pelo mundo, sendo um pouco do que ainda virá. “Não se pode ter a ilusão que vamos promover, aqui, com o nosso esforço, o Reino de Deus, porque o Reino é Deus, nós somos discípulos, mensageiros, anunciadores do Reino de Deus, mas o Reino é Deus”.

Dom Odilo reiterou que a missa de encerramento do Ano da Fé era ocasião para se ganhar a indulgência plenária, levando em conta as condições postas pela Igreja para obter esta graça especial: arrependimento e confissão dos pecados, propósito sincero de vida segundo o Evangelho, profissão de fé, participação na Eucaristia e oração pelo Papa e pela Igreja.

Durante o Ano da Fé, a Arquidiocese de São Paulo, promoveu diversas atividades, junto às seis regiões episcopais, grupos, comunidades, movimentos e pastorais; dentre elas, ocorreram as peregrinações e os diversos cursos bíblicos e orações. “Encerramos o Ano da Fé, e pedimos a Deus que aumente a nossa Fé, nos dê força, coragem, alegria de vivência da Fé, no testemunho da Fé, em todos os lugares em que atuamos”, conclui dom Odilo.

O ano da Fé, que se iniciou em 11/10/2012, surgiu para comemorar o 50º aniversário do Concílio Ecumênico Vaticano II (1962-1965). Na Carta Apostólica “Porta Fidel” (A Porta da Fé), o Papa Emérito Bento XVI convocou toda a Igreja a promover o Ano da Fé e convidou os católicos a vivê-la intensamente. Seu sucessor, o Papa Francisco, deu continuidade, animando a Igreja de todo o mundo a viver o Ano da Fé, e publicou a encíclica “Lumen Fidei” (Luz da Fé).

Fonte: www.arquidiocesedesaopaulo.org.br

2 - 13ª CAMPANHA NATAL DOS SONHOS

A alegria do prenúncio do Natal fez resplandecer no coração de todos os cristãos o sentimento verdadeiro de solidariedade e amor ao próximo. Foi o que pôde ser percebido no olhar das centenas de pessoas que estavam no “Dia da Grande Arrecadação de Brinquedos”, na manhã de sábado, 23/11, no anfiteatro da FAPCOM, em São Paulo.

Este dia festivo, faz parte da Campanha Natal dos Sonhos, realizada pela Pastoral do Menor da Arquidiocese de São Paulo, que há 13 anos faz com que o Natal de milhares de crianças seja mais alegre e cheio de esperança.

A 13ª Campanha Natal dos Sonhos tem como tema "Tudo aquilo que se compartilha, se multiplica" (Papa Francisco). Suely Camargo, coordenadora da Pastoral do Menor, explica que o principal objetivo da campanha é o incentivo à solidariedade e “tirar a ideia de apenas dá um brinquedo, mas salientar a importância da solidariedade”.

No início da cerimônia, Dom Júlio Endi Akamine, bispo auxiliar de São Paulo, e referencial para a Educação, e o Ensino Religioso, conduziu a Celebração da Palavra, e refletiu sobre os ensinamentos que o Natal transmite: a partilha da solidariedade e do bem, como forma de multiplicação; o fato de que Deus não dá coisas, pelo contrário, ele dar-se a si mesmo, de todo o seu coração.

Dom Júlio enfatizou que para entrar na dinâmica, na lógica da Salvação de Jesus Cristo, é necessário que as pessoas doem seu tempo e energia em favor da vida, em favor dos mais pobres. “Neste Natal, não vamos dá coisas somente, vamos dá nós mesmos aos outros, a exemplo do filho de Deus, que se deu totalmente a nós, para que pudéssemos ter a vida em plenitude”.

Representantes de diversos organismos que atuam junto às comunidades levaram as crianças que se divertiram durante toda a manhã com apresentações de dança e teatro dos grupos de crianças de colégios católicos, além do coral CUCA, da PUC-SP, que em 2013 completa 40 anos de fundação.

Suely Camargo acredita que a Pastoral do Menor consegue através da Campanha Natal dos Sonhos, propor o que é a essência da própria Pastoral, ‘ser anúncio e denúncia’. “A Campanha Natal dos Sonhos anuncia um Deus Salvador, a chegada do Menino Deus. Convida a todos para que sejam solidários e, ao mesmo tempo, ela denuncia que a criança brasileira se quer tem o direito de brincar. Um direito que é constituído em lei, no Estatuto da Criança e do Adolescente e na Constituição Federal”.

Diversas mães, grávidas ou com crianças de colo, assistidas pelo Amparo Maternal, subiram ao palco representando, simbolicamente, Maria, mulher guerreira, e, seus filhos, o menino Jesus.

A 13ª Campanha Natal dos Sonhos tem o apoio das paróquias, comunidades, colégios e universidades católicas. Nestes lugares, todos podem doar os brinquedos, de preferência novos, ou em bom estado, até a primeira semana de dezembro. Mais informações poderão ser obtidas ligando na Pastoral do Menor pelo telefone: 11 - 3105-0722

Campanha Natal dos Sonhos

A Campanha Natal dos Sonhos nasceu no ano 2000, por iniciativa de um empresário, que tinha como objetivo ver o maior número de crianças felizes. Ele procurou o, até então arcebispo de São Paulo, cardeal dom Cláudio Hummes, hoje arcebispo emérito, que, de prontidão, apoiou o projeto, delegando à Pastoral do Menor, que já possuía uma grande inserção com crianças, a coordenação da campanha junto ao idealizador.

Ao perceber que a Igreja já havia abraçado a proposta da campanha, o empresário sentiu-se realizado e a Campanha Natal dos Sonhos passou a ser coordenada apenas pela Pastoral do Menor, em parceria com algumas entidades, a partir da sua 5ª edição.

Fonte: www.arquidiocesedesaopaulo.org.br


Jornal Online “A Voz de Lourdes” - Dezembro 2013
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa - SP
Site da Paróquia: http://www.pnslourdes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário