domingo, 5 de julho de 2015

CNBB NOTÍCIAS

“Transformados pelo amor e para o amor” será tema da meditação do papa Francisco, no encerramento da Jornada Mundial de Oração pela Santificação dos Sacerdotes, nesta sexta-feira, 12, no Vaticano. Na liturgia, a data recorda a solenidade do Sagrado Coração de Jesus.

O papa presidirá missa na Basílica de São Pedro, a partir das 11h (horário de Brasília), em unidade com as igrejas particulares de todo o mundo, que neste dia, fazem vigílias e rezam pela Santificação do Clero.
Em carta enviada às Conferências Episcopais de todo o mundo e as dioceses, a Congregação para o Clero, une-se as igrejas particulares neste dia de oração. “Com a sincera esperança de que o dia de santificação sacerdotal possa representar um tempo de oração, comunhão e reflexão sobre os aspectos da identidade e ministério sacerdotal, esta Congregação deseja assegurar a sua proximidade e o compromisso de cuidar das vocações e formação sacerdotal permanente”, consta no texto.
A Congregação sugere, ainda, que a Jornada de Santificação Sacerdotal seja vivida na partilha e diálogo fraterno entre os sacerdotes, a fim de ampliar os relacionamentos pastorais e interpessoais, como também ser espaço oportuno de adoração eucarística e convivências.
Caminhada sacerdotal
Em mensagem, o presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, cardeal Stanislaw Rilko, recordou alguns itinerários para a caminhada sacerdotal. Ele indicou três pontos, como a “renovada descoberta do dom e do mistério” da própria vocação. “Entender, isto é, se se sente somente o salutar cansaço do trabalho pastoral, ou também aquele perigoso da auto-referencialismo e do desencorajamento”, disse o cardeal.
Outra etapa considerada fundamental, de acordo com dom Rilko refere-se ao “novo ímpeto missionário”, ou seja, “o despertar de um ímpeto missionário que responda ao convite do papa Francisco para serem protagonistas de uma Igreja “em saída”, com “as portas sempre abertas”; uma Igreja “pobre e amiga dos pobres”, capaz de “caminhar com as pessoas e, em particular, com quem é pobre, excluído da “cultura do descarte” e capaz de “redescobrir as vísceras maternas da misericórdia”.
Por fim, falou da terceira etapa, “esperança e alegria”, presentes na Exortação “Alegria do Evangelho”. Para o cardeal Rilko, “um cristão nunca pode ser triste”, mesmo quando “se semeia em meio às lágrimas”, em um mundo pleno de dificuldades e de problemas.
Com informações e foto do News.va.

CNBB apresenta material sobre afetividade e sexualidade para jovens

Brasília (RV) - Um fichário em dois volumes para trabalhar 50 temas de afetividade e sexualidade com a juventude católica. Assim se organiza a obra de Dom Eduardo Pinheiro, bispo de Jaboticabal (SP) e ex-presidente da Comissão para a Juventude, publicada pela CNBB com o título: Aos Jovens com afeto.
O material traz os temas distribuídos em quatro partes: Vida, Sexualidade, Desafios e Atualidade. Entre as questões tratadas estão, por exemplo: Liberdade, Autoestima, Família, Relação Sexual, Castidade, Gravidez, Amizade, Erotismo, Aborto, Masturbação, Células Tronco, entre tantos outros assuntos.
Leia a seguir a apresentação da obra escrita pelo autor:
Em seu número 114, o Documento 85 da CNBB – Evangelização da Juventude – solicita que a Igreja se empenhe em “elaborar subsídios que favoreçam o amadurecimento juvenil [...] com temáticas relacionadas à educação para o amor [...]”. Indo ao encontro deste desejo, encontra-se, aqui, um rico material de apoio referente ao tema da ‘Afetividade-Sexualidade’.
A Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, da CNBB, se alegra em apresentar estes 50 temas fundamentais. Apesar de não ser necessário abordar os temas na mesma sequência em que estão elaborados, há um encadeamento lógico que orientou a escolha. Primeiro foram apresentados os valores que sustentam e dignificam a VIDA da pessoa humana (1ª. Parte), para, depois, dar a conhecer os fundamentos da sua SEXUALIDADE (2ª. Parte), e elementos que permitam enfrentar os DESAFIOS (3ª. Parte) e considerar a ATUALIDADE provocante na qual se encontram nossos adolescentes e jovens (4ª. Parte).
Desejamos que todos os segmentos ligados ao Setor Juventude – pastorais da juventude, movimentos, congregações religiosas, novas comunidades, grupos juvenis e de crisma, pastoral vocacional, pastoral da educação, institutos de juventude e serviços diversos – façam bom proveito destes subsídios que foram assumidos pela CNBB como mais um instrumento de amadurecimento para o jovem discípulo-missionário. Ao considerar os aspectos antropológicos, culturais, linguísticos, teológicos e doutrinais, os textos oferecem material seguro e adequado, procurando colaborar com “um programa de educação para o amor que integre a sexualidade em um projeto mais amplo de crescimento e maturidade no qual ela seja baseada na liberdade e não no medo; leve em conta as exigências da ética cristã; leve ao amor e à responsabilidade; desperte para a autoestima, principalmente no cuidado com o corpo do próprio jovem e dos outros; tenha Deus, criador da vida, da sexualidade e da alegria, como sua fonte de inspiração” (Doc 85, 103).
Enfim, acreditamos que esta publicação, que contempla assuntos tão presentes na comunicação e cultura juvenis, sirva também de motivação e reforço no processo educativo que os pais assumem diante de seus filhos. O Documento de Aparecida convoca a todos a “estimular e promover a educação integral dos membros da família [...] incluindo a dimensão do amor e da sexualidade” (437e).
Deus abençoe a todos os educadores e evangelizadores da juventude.
Dom Eduardo Pinheiro da Silva, sdb - Bispo de Jaboticabal e ex-Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, CNBB (SP-A12-CNBB)

REGIONAL SUL 1 TEM NOVA PRESIDÊNCIA

Em Aparecida (SP), na 78ª Assembleia  dos Bispos do Regional Sul 1 da CNBB, entre os dias 9 e 11 de junho, o arcebispo de Campinas, Dom Aírton José dos Santos, foi eleito presidente do Regional, tendo como vice Dom Pedro Luiz Stringhini, bispo de Mogi das Cruzes; e como secretário-geral Dom Júlio Endi Akamine, bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo.


Jornal Online “A Voz de Lourdes” – Julho 2015
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa - SP
Site da Paróquia: http://www.pnslourdes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário