terça-feira, 1 de dezembro de 2015

CONHECENDO NOSSOS PAROQUIANOS


Hoje teremos o prazer de conhecer melhor este simpático casal, mas podemos afirmar que é um casal de paroquianos diferente: são paroquianos mesmo antes de existir nossa paróquia! Como? Acompanhe nossa história!

Arnaldo Jeronymo e Adélia do Céu Jeronymo se conheceram ainda muito jovens. De famílias religiosas, cresceram atuantes em suas respectivas paróquias; ela era da Paróquia Nossa Senhora de Fátima na  vila Leopoldina, e ele pertencia a uma igreja que ficava na Rua Carlos Weber. Participaram das Cruzadas, do movimento dos Marianinhos. Ela era filha de Maria e ele, Congregado Mariano. Ele frequentava mais paróquia dela porque tinha muitos amigos naquela região. Certa vez, em 1956, durante uma festa junina na paróquia, teve a quadrilha, foram dançar juntos e acabaram se conhecendo, onde se tornaram muito amigos. Formaram um grupo de amigos, onde se reuniam para irem ao cinema, passear e tinham um amigo chamado Ernesto, que realizava bailinhos em sua casa para reunir a turma. O tempo passou e começaram a namorar.

Casaram-se no dia 14/01/1961, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima. Apesar de terem uma vida corrida de trabalho (Arnaldo estudava também), ajudavam muito na paróquia onde se casaram, e ainda assim, também arrumavam tempo para ajudar na construção da nossa paróquia. Era rifa, festas, campanhas para arrecadação de fundos para sua construção. O grupo de amigos era muito grande, todos estavam muito empenhados e unidos.  Enfim, foi inaugurada com uma missa pelo Frei Rosalvo de Miranda, dia 11/02/1962. Eis a razão de serem paroquianos mesmo antes de ter a paróquia! Um pedacinho deles está nos alicerces da nossa igreja, e da nova também!

Constituíram uma bela família: tiveram Reinaldo, hoje com 53 anos, e Rogério, hoje com 51 anos. Os dois foram filhos maravilhosos, se sentem pais abençoados, porque mesmo com a vida corrida, entre reuniões de pastorais e ações na igreja durante a criação deles, nunca lhes deram trabalho, muito pelo contrário: estudaram, se formaram e são pessoas de bem, sempre dispostas a ajudar ao próximo. Reinaldo e Rogério cresceram em nossa comunidade. Tinham muitos amigos na paróquia, estudaram no Colégio Paula Montalt, fizeram a primeira comunhão aqui. Conheceram suas esposas também na paróquia, todos eram amigos. Reinaldo se casou com Solange, com quem teve André, hoje com 19 anos. A união não deu certo, se separaram. Reinaldo se casou com Kalinka, com quem teve Raphael, hoje com 4 anos. A amizade e o respeito continuam, tanto que todos, inclusive Solange, se reúnem em família para comemorações e festas, todos se dão muito bem. Rogério se casou com Cristiane, e tiveram Stephanie, com 21 anos, e Guilherme, de 15 anos. Já comemoraram bodas de prata!

Convidados pelo Frei Rosalvo, iniciaram o curso de batismo na paróquia, e mais tarde trouxeram da Paróquia Nossa Senhora de Fátima o Encontro de Casais. E era o encontro da região toda, seis paróquias reunidas em nossa comunidade, era muita gente! Uma curiosidade: nessa época, onde atualmente fica o altar da igreja nova, foi construído um salão para a realização de reuniões e cursos, feito pelo Frei João Batista de Oliveira.

Na década de 1970, havia um número muito grande de paroquianos, muitas pastorais trabalhando intensamente, e perceberam que a igreja havia ficado pequena...fizeram uma reunião sobre a possibilidade de uma reforma da igreja, mas como o terreno ao lado era bem grande, foi decidido que se construiria uma nova e maior. Para dar início às obras, todos trabalharam muito: era festa junina, rifa, campanhas, e até a campanha que deu o que falar na época, que era inovador, pensado por Adelino Cunha, o “marqueteiro” da paróquia: “Vende-se uma igreja!”. Foi um sucesso! Graças a Deus conseguiram construir durante alguns anos, foi árduo, mas valeu a pena! Em 1993, não tinham os bancos da igreja. De novo, Adelino fez uma campanha inusitada, que fazia alusão à  propaganda de um banco, e convidava o povo a ajudar na compra dos bancos. Também foi um sucesso! A nova igreja foi inaugurada com uma missa solene no dia 19/12/1993.

Frei Enéias Berilli quando foi  à Roma, falou da dedicação de todos os paroquianos, que receberam uma Bênção Especial do Papa João Paulo II. A maioria dos paroquianos que ajudaram na construção das duas igrejas, estão atuantes na paróquia até hoje! Arnaldo diz que os que já se foram, estão montando um grupo lá em cima, sente muita falta deles. 

E pensam que passados esses anos todos de trabalho e dedicação, esses dois pararam? De maneira alguma! Adélia faz parte do Bazar de Santa Rita há mais de cinquenta anos. Aliás, faz um convite para quem quiser se juntar ao voluntariado: se reúnem toda terça feira, das  14:00 às 17:00, para confecção dos enxovais de futuras mamães, é um trabalho muito lindo, venham conhecer!

Também participam das quermesses: Arnaldo trabalha na tesouraria, e Adélia na barraca dos doces. Também fazem parte da Frasar (Fraternidade Secular Agostiniana Recoleta), e se dedicam ao coral, que é da Frasar. Irão se apresentar na festa de Santa Luzia, padroeira da Ceagesp, dia 12/12,na Ceagesp. Aproveitam também para convidar, além, desta apresentação do dia 12/12, para prestigiarem o coral que participará de uma “Cantata” em nossa paróquia no dia 13/12, domingo, após a missa da Família, das 19:00. Venham prestigiar o coral, são muito dedicados, afinados; e não são a prata, são  o ouro da casa!

Quando comemoraram 25 anos de casados, Frei Lindolívio celebrou as bodas. Aos 50 anos de casados, Frei Fábio Nôcal foi o celebrante. Ano que vem,  dia 14/01, o casal comemorará 55 anos, bodas de esmeralda! Parabéns!

Diante dessa linda história de dedicação, amor e trabalho em nossa paróquia, seria redundância lhes perguntar o significado da paróquia em suas vidas...apenas disseram que se dedicaram...que sempre foi bom!

Sobre a mensagem de fé que deixam para nossos paroquianos  leitores: “Por melhor que a família seja, sem a Igreja, a família não é completa. Convidamos a todos os moradores da Vila Hamburguesa para que venham fazer parte da nossa grande família, que é a nossa paróquia!”

Parabéns ao casal batalhador, que história de vida e dedicação à nossa paróquia, só podemos agradecer-lhes imensamente, rogar a Deus e Nossa Senhora de Lourdes que os abençoe e proteja SEMPRE, e a toda sua família também!  
  


Jornal Online “A Voz de Lourdes” – Dezembro de 2015
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa - SP
Site da Paróquia
http://www.pnslourdes.com.br

Um comentário:

  1. Tio Arnaldo e Tia Adélia parabéns pele dedicação pela dedicação a nossa igreja e a nossa fé,bjs sua sobrinha Maria Cecilia Francisco Urbini

    ResponderExcluir