segunda-feira, 4 de julho de 2016

CATEQUESE

A VERDADEIRA AMIZADE

"Amigo é coisa pra se guardar debaixo de sete chaves, do lado esquerdo do peito..."(Milton Nascimento)

Como é celebrado de forma especial em julho o Dia da Amizade (20) apresento aos catequistas e catequizandos o texto abaixo:

ANIMADOR: Quem encontrou um amigo encontrou um tesouro. É um ditado que a gente vai repetindo. No entanto, no corre-corre da vida, muitas vezes esquecemos a importância da amizade, embora, cada vez mais, as pessoas sintam a necessidade de encontrar um olhar sincero, amigo e que inspire confiança.

Vamos então conversar um pouco sobre o grande valor da amizade. O nosso grupo deve ser um lugar onde a amizade reine soberana e, sempre com a ajuda de todos, cada um possa se expressar e doar com sinceridade aquilo que é e aquilo que pretende ser. A sinceridade e a amizade são fundamentais para o grupo.

Iniciemos este nosso encontro escutando o que diz São Paulo. Ele nos fala do amor, fundamento da verdadeira amizade.

Leitor 1: 1 Coríntios (1Cor 13,1-13).
Meditação individual

ANIMADOR: A banda Legião Urbana expressou, em forma moderna, os mesmos sentimentos de São Paulo, na canção Monte Castelo, de autoria de Renato Russo.
Pode ser ouvida ou cantada.
Segunda opção. Cantar o canto: "Ainda que eu fale, a língua dos anjos..."

REFLETINDO
Leitor 1 - Antes de ser uma relação, a amizade é uma atitude interior, é uma maneira de ser pessoa, de encontrar outras pessoas e, neste encontrar-se, só chegamos a uma amizade verdadeira se soubermos partilhar o nosso ser.
Leitor 2 - A amizade adquire traços verdadeiros e amadurecidos quando se traduz em atitudes de atenção, de respeito e de questionamento sincero para com o outro.
Leitor 1 - A amizade é a base indispensável para que o grupo cresça e realize suas atividades.
Leitor 2 - Tentemos rever com sinceridade os relacionamentos que vivemos e tomar consciência daquilo que não funciona. Vejamos se a nossa amizade é somente um sentimento, uma emoção, ou é feita de mútuo empenho, de diálogo, de participação ativa e de tantos outros pequenos, mas importantes gestos.

DINÂMICA

1.º Cada participante deve refletir por alguns instantes sobre as características que mais lhe agradam numa amizade, e escrever três delas numa folha de papel.
2.º A seguir, voltar para o grupo, formando dois círculos, as mulheres por dentro e os homens por fora, de modo que fiquem um de frente para o outro. Cada dupla partilha o que escreveu e escolhe a característica que mais considera importante.
3.º As características escolhidas e escritas são colocadas no chão, no centro da sala.
4.º Motivar e deixar espaço para que, partindo das características colocadas, se desenvolva uma partilha aberta e descontraída sobre o assunto.

DEBATE CONCLUSIVO

· A vida do nosso grupo está favorecendo o amadurecimento pessoal?
· Que compromissos concretos assumir para que haja mais amizade em nosso grupo?
· Como melhorarmos nosso relacionamento com as pessoas com quem convivemos, na família, na escola, no trabalho...?

ANIMADOR: A amizade é um dom de Deus e o modelo perfeito de uma verdadeira amizade é a SS. Trindade. Finalizando este nosso encontro, cada um, com muita espontaneidade, peça a Deus aquilo que mais precisa para que a verdadeira amizade reine entre nós.

ORAÇÕES ESPONTÂNEAS

Canto Final: Amigo é só me chamar (Celina Borges)

Fonte: Missão Jovem




Jornal Online “A Voz de Lourdes” – Julho de 2016
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa - SP
Site da Paróquiahttp://www.pnslourdes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário