sexta-feira, 1 de junho de 2018

JUNHO: SEJA BEM-VINDO!


Junho! Seja muito bem-vindo! Outono acabando, inverno chegando…

Para o novo mês que se inicia eu só desejo o essencial: amor que transborda, fé que produz milagres e saúde para aproveitar cada dia com intensidade.

Que não me faltem boas companhias, boas risadas, momentos inesquecíveis e especiais. Que cada palavra dita produza paz, que cada ação feita seja revestida de generosidade e que Deus esteja acima de todas as coisas, protegendo e abençoando cada passo e cada plano meu.

Junho chegou, e com ele vem sempre muitas coisas gostosas para saborear, afinal, quem não gosta das festas de São João e das coisas boas que tem por lá, hein?

As festas juninas nasceram da tradição católica de homenagear três santos populares que são lembrados neste mês. Você os conhece?

Santo Antônio

Um dos santos mais queridos no Brasil e em Portugal. Fernando de Bulhões nasceu em Lisboa em 15 de agosto de 1195 e morreu em 13 de junho de 1231, em Pádua, na Itália. Foi quando mudou da ordem de Santo Agostinho para a ordem de São Francisco, em 1220, que Fernando passou a ser chamado de Antônio. Esse santo normalmente é representado carregando o menino Jesus em seus braços.

Santo Antônio é conhecido por ser casamenteiro. É a ele que moças solteiras recorrem para achar um noivo. E como o santo sofre! A imagem dele é colocada de cabeça para baixo pelas jovens, que dizem que só o colocam na posição normal se um namorado aparecer. Na madrugada do dia 13 são feitas várias simpatias com essa intenção. Mas Santo Antônio também é conhecido por ajudar-nos a encontrar objetos perdidos e por ser protetor dos soldados e dos comerciantes varejistas.

 

São João


Não é à toa que junho e festa junina são nomes em homenagem a esse santo. Conhecido por ser festeiro, São João nasceu em 24 de junho, com o nome de João Batista. Ele foi primo de Jesus Cristo e faleceu em 29 de agosto do ano de 31 depois de Cristo, na Palestina. Antes mesmo de Jesus, ele já pregava às margens do rio Jordão.

São João instituiu o batismo, pela prática da purificação, por meio da imersão das pessoas na água. Por isso, uma tradição muito comum é a lavagem do santo, que é feita por seu padrinho, pessoa que está pagando por alguma graça alcançada. O ritual acontece geralmente à meia-noite da véspera do dia 24.

Outra lenda muito comum é a de que São João adormece no dia do seu aniversário pois, se estivesse acordado, não resistiria aos festejos e desceria à Terra, podendo se queimar na fogueira. Esse é um dos motivos dos fogos de artifício, justamente para acordá-lo. 

 

São Pedro


Outro santo festejado em junho, no dia 29, é São Pedro, um homem de origem humilde, apóstolo de Cristo e fundador e primeiro Papa da Igreja Católica. Ele é considerado protetor dos pescadores e das viúvas. Segundo a tradição católica, depois de morrer, São Pedro foi nomeado chaveiro do céu, ou seja, para alguém entrar lá, o santo tem de abrir as portas. Também lhe é atribuída a responsabilidade de fazer chover.


Por isso dizemos às crianças que quando está aquele aguaceiro, com trovão e tudo, é porque São Pedro está lavando o céu e mudando os móveis...


Jornal Online “A Voz de Lourdes” – Junho de 2018
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa – SP
Site da Paróquiahttp://www.pnslourdes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário