domingo, 1 de julho de 2018

DIA DO PAPA

Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer
Arcebispo de São Paulo

São Paulo, 25 06 2018

Aos Bispos Auxiliares,
Padres, Religiosos/as e Leigos/as da Arquidiocese de São Paulo

Caríssimos e caríssimas

Escrevo-lhe com regularidade uma cartinha por e-mail, pois foi este o jeito que encontrei para me comunicar mais facilmente com vocês. Meu desejo seria encontrar pessoalmente cada um e cada uma com frequência, mas as condições de nossa Arquidiocese tornam isso difícil. Espero, pois, que as cartinhas eletrônicas, assim como as mensagens por Whatsapp, Twitter, Facebook, bem como os artigos semanais no “O São Paulo” e, mensais, no “Estado de São Paulo” (2º sábado) cheguem a muitos. E sugiro que repassem esta carta aos seus contatos...

Estamos no final de junho, mês de muitas festas e comemorações. Logo mais, celebraremos a solenidade dos SS. Apóstolos e mártires Pedro e Paulo; aqui no Brasil, será no Domingo, 1º de julho. Na ocasião, a Igreja comemora o “Dia do Papa” e nos recorda o dever da oração pelo Papa. É costume que já vem da era apostólica: quando Pedro estava preso, “a Igreja rezava continuamente a Deus por ele” (At. 12,5). Desde então, a Igreja não mais cessou de rezar por Pedro e por seu sucessor. A oração pelo Papa é testemunho e sinal da apostolicidade da nossa fé e da mesma Igreja, que “persevera no ensinamento dos Apóstolos”.

O mesmo sentido também possui a oração pelo Papa, feita em cada celebração da Eucaristia, após a Consagração. E nosso Papa Francisco não se cansa de pedir: “rezem por mim”, “por favor, não se esqueçam de rezar por mim”. Na solenidade de S. Pedro e S. Paulo, “Dia do Papa”, façamos isso com redobrado fervor e fé!

Dia 29 de junho, quando se comemoram em Roma os apóstolos Pedro e Paulo, mártires de Cristo, estarei na basílica de São Pedro rezando com o Papa e por ele; e participarei do Consistório para acolher os 14 novos Cardeais no Colégio Cardinalício. Também esta participação quer ser um sinal de nossa comunhão, enquanto Arquidiocese de São Paulo, com Papa Francisco, Sucessor de Pedro (e Paulo) na sede de Roma e Pastor Universal da Igreja de Cristo. E todos podem unir-se conosco através de suas preces. A celebração será transmitida pelas nossas TVs católicas, a partir das 05h00 da manhã, no Brasil.

Ao mesmo tempo, peço que rezem pelo seu Arcebispo e os Bispos Auxiliares de nossa Arquidiocese. Mais ainda agora, quando já estamos em sínodo “caminho de comunhão, conversão e renovação missionária” – de nossa Arquidiocese. O bom fruto do caminho sinodal depende muito de nossa oração ao Espírito Santo. O sínodo arquidiocesano está bem encaminhado nas paróquias, com muitas pessoas participando das atividades propostas para este 1º ano. A Comissão de Coordenação Geral e a Secretaria Geral do sínodo estão trabalhando na preparação dos próximos passos do caminho sinodal e acompanhando a realização das atividades já iniciadas. Ao mesmo tempo em que continuam no 2º semestre as reuniões e reflexões dos grupos sinodais nas paróquias, acontecerão os levantamentos da realidade paroquial, já a partir de julho; e as assembleias paroquiais do sínodo estão previstas para outubro e meados de novembro, conforme Regulamento próprio já divulgado. Peço que acompanhem a divulgação das informações sobre o sínodo pelo portal da Arquidiocese e pelo jornal O São Paulo.

Nossos seminaristas iniciam, no dia 30 de junho, sua “missão de férias” em diversas paróquias e outras realidades pastorais de nossa Arquidiocese. E os diáconos seminaristas partem para 4 dioceses do Norte e Nordeste do Brasil (Castanhal, PA., Marabá, PA., Floriano, PI., e Alto Solimões AM.) para uma experiência missionária de 2 meses. Continuemos a rezar com fé e perseverança pelas vocações sacerdotais, religiosas e missionárias.

Dia 29 de julho, às 15h00, abençoarei o Edifício Nazaré, junto da Praça da Sé. Convido a participar. O edifício já está restaurado e adequado para o “serviço da misericórdia” para com os mais pobres dentre os pobres de nossa Cidade. Lembram que essa iniciativa foi um “marco” e um fruto do Ano da Misericórdia em nossa Arquidiocese? Ali, a Missão Belém já está fazendo um belo trabalho de acolhida e de presença junto da população que vive em situação de rua. Sugiro que façam uma visita ao local. Essa obra continua a necessitar do constante apoio de todos nós.

Antes de encerrar, tendo em vista a festa de S.Pedro e S.Paulo, recomendo novamente ver o filme “Paulo, Apóstolo de Jesus Cristo”. É bonito, bem feito. Seria bom incentivar também os jovens e adolescentes a verem o filme. São Paulo é nosso Padroeiro na Arquidiocese!

Na celebração de São Pedro e São Paulo, como já é tradição de longa data, as coletas das celebrações do dia são destinadas ao Óbolo de São Pedro. Com a generosidade dos católicos do mundo inteiro, o Papa pode fazer a caridade em nosso nome e no nome de toda a Igreja nas situações de maior necessidade da humanidade.

Peço que falem ao povo sobre o sentido dessa coleta e o incentivem à doação generosa. Como sempre, o fruto do Óbolo de S. Pedro deve ser encaminhado logo, e integralmente, à Mitra através da Cúria de cada Região Episcopal, para que chegue quanto antes ao seu destino – a Santa Sé.

Aproveito a ocasião para saudar a todos e para invocar sobre cada um e cada uma a bênção de Deus. Continuemos, com alegria e esperança, a fazer os passos do caminho sinodal, buscando a “comunhão, conversão e renovação missionária” de cada uma das comunidades e organizações eclesiais de nossa Igreja em São Paulo. “Deus habita esta Cidade. Somos suas testemunhas!”

Cardeal Odilo Pedro Scherer

Arcebispo de São Paulo


Jornal Online “A Voz de Lourdes” – Julho de 2018
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa – SP
Site da Paróquiahttp://www.pnslourdes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário