quinta-feira, 1 de março de 2018

A PALAVRA DO PÁROCO

“Cada Semana Santa é uma oportunidade de revivermos o amor de Deus por nós para que continuemos no caminho da conversão” (Ataíde Lemos).

Queridos paroquianos!

Neste mês de março continuamos a nossa quaresma e nossa reflexão sobre a Campanha da Fraternidade. Aproveitemos essa ocasião para uma tomada de consciência sobre os fatos e as formas de violência, as causas e as possíveis vias de sua superação, que devem envolver o poder público, mas também a sociedade como um todo. Como comunidades da Igreja e cidadãos católicos, também temos responsabilidades e boas propostas para a superação da violência. Ajudemos nossas comunidades e famílias a serem promotoras da superação da violência mediante a educação com valores e para comportamentos não violentos. Como cidadãos, devemos cobrar responsabilidades a quem as têm, para que sejam promovidas políticas públicas adequadas à superação da violência. O lema da CF nos indica a condição básica: redescobrir que somos todos irmãos e agir de forma consciente.

Aconteceu no último dia 24 a abertura do Sínodo Arquidiocesano, que deverá concentrar nossas melhores atenções ao longo deste ano e dos próximos também. O sínodo é um caminho feito em etapas, que incluem a preparação e organização, as ações e iniciativas do caminho sinodal, a oração e a invocação do Espírito Santo, a escuta da Palavra de Deus e da Igreja, o atento discernimento dos “sinais dos tempos” que aparecem na voz das circunstâncias e nas realidades que nossa Igreja vive em São Paulo. Como já foi amplamente divulgado, o tema do sínodo convida a fazer um “caminho de comunhão, conversão e renovação missionária” de nossa Arquidiocese. O lema motivador é “Deus habita esta Cidade. Somos suas testemunhas”.

Conforme expressado no Regulamento, a duração do sínodo está prevista para três anos: dois anos preparatórios (2018-2019) e um ano de sínodo arquidiocesano propriamente dito (2020). Em 2018, os trabalhos estão concentrados no âmbito das paróquias e das organizações “de base” da Igreja.

Em 2019, os trabalhos do sínodo estarão concentrados nas Regiões Episcopais, tendo por base os resultados das assembleias paroquiais do sínodo e dos levantamentos que deverão ser feitos pelas paróquias em 2018.

As Regiões Episcopais deverão promover uma criteriosa avaliação e reflexão sobre os resultados da primeira etapa do sínodo. O ano de 2020 será dedicado às assembleias sinodais da Arquidiocese, tendo por base os encaminhamentos das duas etapas anteriores. A assembleia arquidiocesana deverá avaliar todos os aspectos da vida e da missão da Igreja em nossa Arquidiocese e elaborar as conclusões gerais do sínodo, com as indicações daquilo que deverá ser adequado na organização geral – pastoral e administrativa – de nossa Arquidiocese, a fim de que ela possa responder de maneira adequada à sua missão.

Por fim, neste mês viveremos o encerramento da quaresma, a semana santa e celebraremos a Páscoa do Senhor. A Semana Santa é uma tradição religiosa católica que celebra a Paixão, a Morte e a Ressurreição de Jesus Cristo. Ela se inicia no Domingo de Ramos (25/03), que relembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém e termina com a ressurreição de Jesus, que ocorre no Domingo de Páscoa (01/04). A Benção e a Procissão dos Ramos na Paróquia acontecerão no dia 25 às 10h30 saindo do Colégio Madre Paula. Lembremo-nos da importância do Tríduo Pascal (quinta-feira a sábado santo) e aproveitemos para participar nas celebrações da Paróquia.

Desejo a todos uma Santa e Abençoada Páscoa! Que Maria, sob o título de Nossa Senhora de Lourdes, nos acompanhe nesta caminhada rumo à ressurreição e a vida eterna! Amém.

Frei Alcimar Fioresi, OAR.


Jornal Online “A Voz de Lourdes” – Março de 2018
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa – SP
Site da Paróquiahttp://www.pnslourdes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário