quarta-feira, 5 de março de 2014

A ESPIRITUALIDADE DO TEMPO DA QUARESMA

A expressão Quaresma é originária do latim, quadragesima dies (quadragésimo dia). O adjetivo referente a este período é dito quaresmal ou, mais raro, quadragesimal (1).

O tempo da Quaresma inicia-se na Quarta – Feira de Cinzas até a Missa de Quinta – Feira Santa, ou Ceia do Senhor. Por tanto, são quarenta dias que nós, fiéis católicos, temos para fazermos um itinerário cristão de conversão para nos configurarmos a Jesus Cristo que também foi tentado quarenta dias no deserto.

No Antigo e Novo Testamento encontramos o simbolismo do número quarenta com que ambos representam os momentos salientes da experiência da fé da comunidade judaica e cristã.

Ao analisarmos o número quarenta na Biblia e, em especial no Antigo Testamento, podemos encontrar os seguintes significados:

Primeiro, na história de Noé, durante o dilúvio (Gn 7, 4.12; 8, 6). Tempo transcorrido na arca, junto com a sua família e com os animais. Após o dilúvio, passarão mais quarenta dias antes de tocar a terra firme.

Segundo, na narrativa referente a Moisés, é o tempo de sua permanência no monte Sinai – quarenta dias e quarenta noites – para receber a Lei ( Ex 24, 18). Quarenta anos dura a viagem do povo judeu do Egito para a Terra prometida (Dt 8, 2.4).

Terceiro, na descrição do profeta Elias que leva quarenta dias para chegar ao monte Horeb, onde se encontra com Deus ( 1 Rs 19, 8). Os cidadãos de Nínive fazem penitência durante quarenta dias para obter o perdão de Deus ( Gn 3, 4).

Quarto, na propria contagem dos Quarenta anos que duraram os reinados de Saul ( At 13, 21), de Davi ( 2 Sm 5, 4-5) e de Salomão ( 1 Rs 11, 41), os três primeiros reis de Israel.

Quinto, no livro dos Salmos se apresentam como um simbolismo que está presente no Salmo 95, no trecho em que se recita “Durante quarenta anos essa geração desgostou-me”. Já no Novo Testamento, podemos encontrar os seguintes significados:

Primeiro, Jesus foi levado por Maria e José ao Templo, quarenta dias após o seu nascimento, para ser apresentado ao Senhor ( Lc 2, 22).

Segundo, Jesus, antes de iniciar a sua vida pública, retira-se no deserto por quarenta dias e quarenta noites, sem comer nem beber ( Mt 4, 2; Mc 1, 13; Lc 4, 1-2).

Terceiro, durante quarenta dias Jesus ressuscitado instrui os seus discípulos, antes de subir ao Céu e enviar o Espírito Santo ( At 1, 3).

Esta preparação de quarenta dias é feita através de jejum, abstinência de carne, mortificações, caridade e orações. “Por tanto, todos os fiéis, cada qual a seu modo, têm obrigação de fazer penitência.

Prescreve-se, neste contexto disciplinar, que nos dias de penitência os fiéis de modo especial se dediquem à oração, exercitem obras de piedade e de caridade, se abneguem a si mesmos, cumprindo mais fielmente as próprias obrigações e sobretudo observando o jejum e a abstinência, segundo as normas do Direito Canônico” (2).

“Os fiéis são exortados a guardarem a abstinência de carne ou de outro alimento segundo as determinações da conferência episcopal, todas as sextas-feiras do ano, a não ser que coincidam com algum dia enumerado entre as solenidades. Os fiéis devem seguir o preceito da abstinência e do jejum na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo” (3).

Portanto, neste tempo precioso, nós cristãos católicos, somos chamados a nos prepararmos na comunidade para a celebração da festa pascal, onde celebraremos a ressurreição e a vitória de Cristo depois do seu sofrimento e morte, conforme narrados nos Evangelhos.

Frei Laércio da Cruz, OAR.

Veja mais textos sobre a Quaresma no site da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes: 
http://www.pnslourdes.com.br/lit_quaresma.htm com os temas:

(1) Enciclopédia Barsa Universal (em português). 2 ed. São Paulo: Barsa Planeta, 2009. 4955 p. 18 vol. vol. 14.
(2) Igreja Católica. Código de Direito Canônico (em português). Cân. 1249. 4 ed. Lisboa: Conferência Episcopal Portuguesa, 1983.

(3) Ibid. Cân. 1251



Jornal Online “A Voz de Lourdes” - Março 2014
Compilação e Edição: Sérgio Bonadiman - Revisão e Publicação: Dermeval Neves
Responsabilidade: PASCOM Paróquia Nossa Senhora de Lourdes - Vila Hamburguesa - SP
Site da Paróquia: http://www.pnslourdes.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário